O candidato de Portugal à 93º edição dos Óscares

A Academia Portuguesa de Cinema divulgou os quatro filmes nomeados para a votação do candidato de Portugal à categoria de Melhor Filme Internacional na 93ª edição dos Óscares. Entre as 33 longas-metragens elegíveis, o comité de pré-seleção, composto por Gonçalo Galvão Teles (realizador e produtor), Isabel Abreu (atriz), Lauro António (realizador), Miguel Sales Lopes (diretor de fotografia), Monique Rutler (realizadora) e Welket Bungué (ator e realizador), selecionou:

             Listen, de Ana Rocha de Sousa (Bando à Parte);

             Mosquito, de João Nuno Pinto (Leopardo Filmes);

             Patrick, de Gonçalo Waddington (O Som e a Fúria);

             Vitalina Varela, de Pedro Costa (OPTEC).

 O processo de seleção passará agora por um período de votação entre os membros da Academia Portuguesa de Cinema, que decorre de 2 a 15 de novembro, até à revelação do filme selecionado, que será anunciado a 16 de novembro.

A 93ª edição dos Óscares acontece no dia 25 de abril de 2021, em Los Angeles. 

O ano passado o filme escolhido para os Óscares 2020, foi a longa-metragem A Herdade, do realizador Tiago Guedes e do produtor Paulo Branco

Com estreia em Portugal marcada para o dia 19 de setembro, A Herdade conta a saga de uma família portuguesa, proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, na margem sul do Rio Tejo, fazendo o retrato da vida histórica, política, social e financeira do nosso país, entre os anos 40 e os dias de hoje. Integram o elenco atores bem conhecidos do público português, como Albano Jerónimo, Sandra Faleiro, Miguel Borges e Victoria Guerra.