Breves notícias de Domingo – 22 de Novembro

Breves notícias de Domingo – 22 de Novembro

Hoje, as breves de Domingo, não são referências de hotelaria, vinhos ou possíveis sugestões de presentes de Natal. Deixamos três realidades e instituições que ajudam as pessoas carenciadas, hoje em dia e com planos concretos. Quem sabe, se os presentes de Natal, este ano, não passam pelo voluntariado ou dádivas. Pessoalmente, em casal, em família com as criancas, de qualquer forma a palavra é ajudar quem precisa.

Num mundo conturbado, cheio de violência e desigualdade social, cabe a cada um de nós despertar para a realidade que permanentemente se desenrola aos nossos olhos: a pobreza e o sofrimento. Esta realidade levou ao surgimento do Centro de Apoio ao Sem Abrigo (CASA), fruto da iniciativa e inspiração do Presidente Honorário Pema Wangyal Rinpoche.

O CASA foi constituída por escritura pública a 19 de Julho de 2002, lavrada a fls. 71 e 71 v livro nº 187 – F, no Cartório Notarial de Alenquer, estando inscrita na Direção Geral de Segurança Social como Instituição de Solidariedade Social (IPSS) e reconhecida como pessoa coletiva de utilidade pública.

Um Mundo em que todos os seres possam ser livres de sofrimento, e das respetivas causas, ajudando nas necessidades básicas humanas tais como comida e roupa.

Auxiliar aqueles que se encontram em situação de Sem-Abrigo, que integrem Famílias em Risco ou Famílias Carênciadas, através de ações de solidariedade social, disponibilizando um contacto próximo, bens alimentares, artigos de vestuário e serviços de reintegração social, independentemente do estrato social, etnia, religião ou género.

O Centro Comunitário Central (CCC) do Exército de Salvação foi inaugurado a 4 de junho de 1978. Nessa altura e nos anos seguintes, funcionou como sede do Comando do Exército de Salvação em Portugal e como Corpo (Igreja) Central de Lisboa. Porém, em 2003, o mesmo passou a ser uma instituição social cuja tipologia de resposta social se enquadra no apoio a famílias carenciadas e à comunidade.

Por conseguinte, a missão do CCC consiste na organização de respostas integradas, face às necessidades globais da comunidade, nomeadamente no que se refere ao apoio alimentar, de medicação e de vestuário, assumindo-se também como agente dinamizador da participação das pessoas e das famílias como factor de desenvolvimento local e social.

O CCC pretende, assim, assumir cada vez mais um papel importante na promoção para a cidadania e na consolidação e criação de laços a nível local reforçando o “laço social” onde são vividas as relações.

Na Paróquia de São Nicolau, desde do confinamento em Março, em plena baixa lisboeta, tem feito um esforço para distribuir refeições, alimentos, roupa ou ajuda a quem necessita. Podemos clicar no link e ver como podemos ajudar.

Alimentos frescos e não perecíveis

Todas as sextas-feiras se entregam cerca de 40 cabazes de alimentos frescos. A sua composição faz-se com os produtos frescos do Banco Alimentar, excedentes do supermercado, produtos adquiridos aquisição produtos com cartões pré-comprados e das ofertas que nos fazem chegar.

Na última sexta-feira de cada mês entregam-se cerca de 100 cabazes com alimentos não perecíveis. A sua composição faz-se com os bens do Banco Alimentar e outros produtos oferecidos.

Ajude-nos a constituir estes cabazes. Faça-nos chegar as suas ofertas de bens alimentares e entregue-os na portaria da Igreja de São Nicolau, Rua dos Douradores 57.

Vestuário e outra roupa

Colabore nas campanhas de primavera/verão e de outono/inverno.

Ofereça roupa em bom estado para serem doadas às famílias em situação de carência comprovada e às pessoas em situação de sem abrigo. Roupa de criança e adolescente (entre os 6 e os 16 anos), roupa de homem e de mulher, roupa de cama, lençois, sacos-cama, edredons; toalhas, turcos de cara e de banho e calçado, sobretudo de homem.

Entregue a sua oferta na portaria da Igreja de São Nicolau, Rua dos Douradores nº 57.