ModaLisboa Mais, um olhar

ModaLisboa Mais, um olhar! Não é fácil, neste momento em que todos vivemos, escapar à situação social, cultural, psicológica e financeira em que todas as facetas da criatividade humana se encontram, especialmente a moda, para pensar, por em ação e realizar uma semana de moda. É como se começássemos de novo, do princípio num terreno frágil e delicado. Rever sonhos, concretizar procedimentos e enfrentar a realidade. A realidade deste verão foi complicada para quem vende, para quem compra e para quem comunica moda. E, moda, aqui é um todo, complexo e estruturante na sociedade, seja ela qual for.

É nesta complexidade da vida, que temos de falar do evento MODALISBOA MAIS, numa extensão grande de terreno operacional, o parque Eduardo VII, com qualidades e dificuldades. Extenso e por vezes, cansativo. Como tem sido o caminho da moda portuguesa nos últimos anos, culminando com este período de reflexão e reinvenção. Vimos o esforço dos criadores e a sua reinvenção, reflexo de um quotidiano cheio de desafios. Que não são somente da pandemia. Os desafios já cá estavam mas fomos todos levando a situação.

Entre as imposições da realidade, o fascínio do online e a experiência humana de tocar e ver, ficam os desafios para não tornar uma semana de moda num qualquer festival de video online. Por enquanto, pode resultar ou ajudar mas…. vale a pena ler o artigo do BoF sobre esta questão.

Photo ModaLisboa

No meio do esforço, vimos várias abordagens interpretativas do discurso da moda muito interessantes; Awaytomars, na Estufa fria, dia 9 de Outubro, enfrentou este momento com desafios lançados a outros artistas plásticos para intervirem no tecido branco da nossa realidade suspensa. Como afirmam no seu press release “resolveram olhar na direção contrária e usar o que fazem de melhor: unir pessoas de todo o mundo para criar um futuro positivo. Lançam, então, o projeto Future Positivism com a intenção de unir a sua comunidade global através do pensamento de um futuro brilhante, mais correto, mais justo, mais limpo, mais ético, mais igualitário”.

MODALISBOA | AWAYTOMARS from ModaLisboa – Lisboa Fashion Week on Vimeo.

Photo ModaLisboa

A marca Duarte levou-nos a viver um verão que há-de vir, em paisagens tropicais “Nesta estação, Duarte convida-nos a viajar por paisagens vulcânicas e praias de água transparente da ilha Maui, no Havai. Entre algodões orgânicos, tecidos tecnológicos e tons de azul e verde. Sempre num estilo cool e desportivo” E, aqui, está o seu target que faz o seu público, sem outras pretensões sabe para quem desenha e continua a sua aposta num estilo fresco e inovador.

MODALISBOA | DUARTE from ModaLisboa – Lisboa Fashion Week on Vimeo.

No dia 10 de Outubro, o que seria o expoente da moda masculina habitual na ModaLisboa, Nuno Gama, surpreendeu-nos com um momento de reflexão e introspecção como a pandemia pede para todas as pessoas e instituições. À Agência Lusa, afirmava “Pararmos para pensar o que está a acontecer na nossa vida, o que é importante, quais os valores que queremos levar na nossa continuação e como é que o vamos fazer, porque acho que estamos a viver uma bolha de introspeção, de dúvida, que nos surpreendeu de alguma forma, e temos de encontrar soluções, como sempre encontrámos enquanto seres humanos”. Uma coreografia no alto do parque com a mão e talento de Olga Roriz.

Porém, nesta edição, revelou uma novidade, a nova farda da CARRIS, será da sua autoria. Uma boa relação entre o quotidiano da nossa vida e a criação nacional. Mostrando que o design de moda é para além da criatividade, algo que pensa nos movimentos e nas ações do dia a dia.