Um relógio cheio de melodia

Um relógio cheio de melodia. “Les Cabinotiers Repetição de minutos ultraplano – Um toque romântico” funciona com o palpitar do calibre 1731, um movimento ultraplano que se caracteriza por uma acústica cuidadosamente estudada. O seu estilo clássico ostenta uma imagem requintada, realçada com números árabes elaborados mediante uma original tipografia sobre um mostrador de esmalte Grand Feu, que converte este relógio de 41 milímetros de diâmetro numa peça para os aficionados mais exigentes e especialistas: unicamente o controlo deslizante da repetição de minutos indica a autêntica natureza deste relógio com complicações.

A história do calibre 1731

A principal característica do calibre 1731 (designação que presta homenagem ao ano de nascimento de Jean-Marc Vacheron) é o seu calibre extraordinariamente plano não habitual num movimento de repetição de minutos. Apenas com 3,90 milímetros, tem uma espessura ligeiramente superior à do seu predecessor, o calibre 1755, que remonta ao ano de 1992, devido à sua impressionante reserva de marcha de 65 horas. Foram necessários quatro anos para solucionar esta equação de extraordinária complexidade: criar um movimento com repetição de minutos que combinasse a espessura ultraplana, com um som puro, uma estética agradável, e fiabilidade e robustez.

Por outro lado, as proezas técnicas não se limitam a ultrapassar o desafio de criar um movimento extraordinariamente plano.  O calibre 1731 possui um dos dispositivos mais engenhosos desenvolvido em 2007 para o movimento 2755 – outro membro desta família de calibres, extraordinariamente exclusiva, com repetição de minutos -, um regulador-balanço da sonnerie absolutamente silencioso, ao invés dos reguladores convencionais do tipo excêntrico, cuja função é a de regular a frequência das pancadas dos martelos nos gongos.

A acústica, que é a autêntica razão de ser de um relógio com repetição de minutos, constitui o foco da atenção. Para garantir um som de tom cristalino e perfeitamente harmonioso, houve que definir um conjunto de questões técnicas. Os gongos não estão apenas ligados à carrure para amplificar o som, mas também é a primeira vez que se montam sobrepostos, em vez de estarem colocados lado a lado.

As duas caixas em ouro rosa foram concebidas para formarem um todo com o movimento, num conjunto que incorpora parâmetros tão subtis como a circulação do ar entre o mecanismo e a caixa, com o objetivo de garantir uma ótima propagação das notas. A caixa também foi construída sem uniões, para que os elementos possam atuar através do contacto direto do metal com o metal e, assim, aumentar a amplitude do som.

Desconcertante classicismo

“Les Cabinotiers Minute repeater ultra-thin – A romantic touch” apresenta-se numa caixa em ouro rosa 5N de 18 quilates, com 41 milímetros de diâmetro e uma espessura de apenas 8,5. Este modelo único exibe um mostrador realizado em esmalte Grand Feu, uma das técnicas de esmaltagem mais exigentes, com a qual se obtém a cor bege semimate que combina perfeitamente com a estética do modelo. Com uma auréola de inconfundível classicismo, inspirado na referência 4261, um relógio com repetição de minutos da Vacheron Constantin de extraordinária e sóbria elegância, que remonta a 1941, este modelo exibe um toque de personalidade própria, proporcionado pela original tipografia utilizada na minuteria do tipo caminho de ferro e nos números árabes em itálico em esmalte preto.

Os ponteiros Breguet dão a última pincelada na imagem romântica desta peça, complementada com uma correia em pele de aligátor castanha. O único indício que este relógio de design imaculado é capaz de alojar no seu interior a complexidade de uma repetição de minutos está na presença do controlo deslizante na lateral esquerda da caixa. Um relógio para aficionados especialistas.

Les Cabinotiers: criações únicas

No universo da Vacheron Constantin, Les Cabinotiers representam um departamento por direito próprio, dedicado à personalização de relógios e à criação de peças únicas. Esta tradição remonta ao século XVIII, época em que os mestres relojoeiros eram denominados cabinotiers e trabalhavam em oficinas banhadas de luz natural, conhecidas como cabinets, e que estavam localizadas nos andares superiores dos edifícios genebrinos.

Das mãos destes cultos artesãos, abertos às novas ideias do Século das Luzes, nasceram excecionais instrumentos de relojoaria, inspirados na astronomia, na engenharia mecânica e nas artes. Essa perícia, combinada com a experiência, que constitui a grande tradição relojoeira genebrina, tem fluido pelas veias da Vacheron Constantin desde 1755.

Vacheron Constantin e os relógios com sonnerie

Os relógios de pulso com sonnerie ocupam um lugar especial no universo das complicações relojoeiras. Durante mais de dois séculos, estes complexos mecanismos têm sido alvo de destaque por parte da Vacheron Constantin. Agora, o departamento Les Cabinotiers decidiu prestar-lhes homenagem através de criações únicas inspiradas no tema “La Musique du Temps®”.
Resultado da necessidade de indicar as horas na escuridão, numa época em que era necessário recorrer a castiçais para ver de noite, os relógios “audíveis” assumiram diversas formas: relógios de repetição (que indicam as horas, e também os quartos e minuto, de acordo com o pedido), relógios de sonnerie (que indicam a hora e os quartos) e relógios com alarme (que podem ser programados para soarem em horários específicos).

Embora cada uma destas complicações tenha características distintivas, todas combinam um mecanismo integrado e complexo, com a natureza de instrumento musical delicadamente elaborado, no que concerne à sua ressonância, acústica e harmonias. Apresentando caixas equipadas com complexos movimentos como único recurso de expressão musical, estas criações representam um magnífico trabalho de miniaturização.

Na Vacheron Constantin, a primeira alusão a um relógio de bolso com indicação sonora remonta a 1806: um relógio de bolso de ouro, com repetição de minutos, registado pelo neto do fundador, Jacques-Barthélemy, no primeiro registo de produção que se encontra nos arquivos da empresa. A partir dessa altura, os relógios com sonnerie ou de repetição fizeram parte integral do acervo do qual a Manufatura muito se orgulha, e que foi sendo enriquecido ao longo das décadas.