Como é almoçar bacalhau islandês em Portugal?

Como é almoçar bacalhau islandês em Portugal? Num belo dia, na sociedade, no Princípe Real (um espaço muito bom) o chef islandês Einar Björn Árnarsson, um dos mais famosos chefs da Islândia, antigo chef da seleção islandesa de futebol, juntou-se ao chef português Diogo Pires, do restaurante Bacalhau & Afins, em Aveiro.

Esta foi uma iniciativa da Promote Iceland, uma associação islandesa que promove os produtos de origem islandesa no estrangeiro, e que em Portugal promove o bacalhau com origem na Islândia. Foi uma parada de pratos excepcionais num mano a mano entre Islândia e Portugal, dois países ligados por laços ancestrais.

Houve uma apresentação feita por Björgvin Þór Björgvinsson, responsável pelas áreas de Comércio e Exportação da Promote Iceland. Da qual, ficámos a saber vários pontos interessantes desta realidade.

A indústria das pescas representa 8% do PIB islandês e representa quase 4% do total de postos de trabalho na Islândia;

A Islândia ocupa a 18ª posição na lista dos países que mais pescam no mundo inteiro;

A sustentabilidade ocupa um lugar central na política de pescas da Islândia através do programa – The Iceland responsible fisheries management (IRFM);

Entre os peixes mais pescados da Islândia, o bacalhau está certificado desde 2010, a arinca e o escamudo desde 2013 e o cantarilho desde 2014. Já este ano foram certificados a maruca e o peixe bolota;

O objetivo é garantir níveis saudáveis dos stocks e evitar excessos de pesca cometidos no passado e que puseram em causa a sobrevivência de algumas espécies;

A indústria pesqueira ocupa o segundo lugar no ranking de exportações islandesas, com um peso de 40%, ou 1.92 mil milhões de euros, só suplantado pela indústria do alumínio que tem um peso de 49%;

Portugal compra à Islândia 70 milhões de euros de peixe por ano, é o nono pais no ranking exportador da Islândia, que é liderado pelo Reino Unido, seguido por França e Espanha;

O Bacalhau, com cerca de 10 mil toneladas/ano, representa 79% das exportações islandesas de peixe para Portugal, seguido do escamudo e do cantarilho. De salientar que Portugal é o quinto país do mundo que mais compra bacalhau à Islândia, atrás da França, Espanha, Reino Unido e EUA;

Portugal registou no ano passado uma quota de 7% que deverá aumentar este ano para 9%.