Uma encruzilhada de novos sabores

Uma encruzilhada de novos sabores na zona de restaurantes recém-abertos. Fomos em modo de sexta-feira, conhecer um espaço que já está aberto há mais de um ano, mas um espaço acolhedor e encruzilhada de sabores.

O restaurante Trópico do Cais dá as boas vindas ao verão com novos pratos e um novo Chefe, Pedro Hazak. Inspirado numa cultura exótica e colorida, que mistura influências das gastronomias sul-americana e asiática, o Trópico assume-se como uma marca jovem que pretende oferecer refeições de qualidade num espaço autêntico e acolhedor. 

Tártaro de novilho, Ceviche Misto (peixe branco, camarão, leite de tigre com leite de coco), Filé com queijo (sanduíche com pão francês, lombo de vaca e pasta de queijo), Nasi Goreng (arroz frito, legumes asiáticos, frango e ovo) e Brownie de paçoca com bola de gelado de amendoim são algumas das novidades, que vão buscar inspiração às cozinhas do Brasil, como é o caso do Filé, e da Indonésia, mais concretamente de Bali, como é o caso do Nasi Goreng. 

Do nosso jantar temos a destacar, que compensa em relação qualidade preço, dois pratos muito deliciosos: o Nasi Goreng, o arroz muito bem confeccionado e super-delicioso, e o Ceviche misto que chama ao picante, embora não tivesse pode pedir que a cozinha oferece um molho picante do melhor. Depois, a cereja no topo do bolo, foi o brownie de paçoca. Sem dúvida, uma das melhores sobremesas que já provamos. 

Na carta permanecem pratos como o Tataki de atum com puré de abacate (talvez dos pratos com maior sucesso no Trópico), as Gyozas, o Tártaro de salmão e o Yakisoba de camarão. Sem querer assumir-se como um restaurante saudável, o Trópico reflete essa preocupação nos seus pratos e nos ingredientes que usa. Pokés, açaís e sumos naturais complementam a carta. 

“O meu desafio é manter a qualidade que caracteriza o Trópico do Cais e introduzir novos pratos ao longo do tempo que reflitam o conceito e a génese do restaurante”, afirma Pedro Hazak, que já passou por restaurantes como o Bairro do Avillez, O Asiático, Mami Organic Food e Zazah. 

Francisco Tavares, um dos sócios do espaço, explica que o Trópico do Cais apresenta pratos mais elaborados, quentes ou frios, intitulados como as especialidades do Chefe, e pratos mais pequenos feitos para serem partilhados com a família ou os amigos e acompanhados com sumos de fruta naturais ou cocktails exóticos. 

O Trópico do Cais nasceu da vontade de quatro amigos, habituados a viajar e a conhecer o mundo gastronómico, de criarem algo fora da caixa na cidade de Lisboa. Um balcão virado para a cozinha com capacidade para 10 pessoas e 2 mesas altas junto à janela tornam o ambiente descontraído e acolhedor. 

Trópico do Cais, Rua da Moeda nº 2A – Lisboa 21 403 8820