Um jantar exclusivo a 4 mãos

Enrico Crippa, um dos mais conceituados chefs italianos da actualidade, vai estar em Lisboa para um jantar exclusivo a 4 mãos com o chef José Avillez. O encontro está marcado para o dia 12 de Junho, no Belcanto.

No Piazza Duomo, o restaurante que lidera em Alba – na região de Piemonte, a meio caminho entre Turim e Génova – Enrico Crippa tem vindo a desenvolver uma cozinha simultaneamente meticulosa e imaginativa, reconhecida com 3 estrelas Michelin. Na última edição da lista “The World’s 50 Best Restaurants”, o restaurante chegou à 16ª posição.

Neste jantar a 4 mãos, a cozinha pessoal e moderna de Enrico Crippa, criada com produtos locais da região de Piemonte, meticulosamente selecionados, vai cruzar-se com o terroir português e com a cozinha portuguesa contemporânea que José Avillez e a equipa do Belcanto têm desenvolvido na última década.

“A vinda do chef Enrico Crippa a Lisboa é uma oportunidade única
para conhecermos o trabalho de um dos chefs que mais admiro”, afirma José Avillez, acrescentando: “O intercâmbio de ideias e experiências que retiramos destas visitas ajuda-nos sempre a ir mais longe no nosso próprio trabalho”.

Enrico Crippa nasceu em Carate Brianza, na Lombardia, em Itália, em 1971. Fez a sua formação em cozinha no Instituto Alberghiero, em Monte Olimpino, na província de Como e trabalhou com alguns dos melhores chefs do mundo, tais como Christian Willer, no Palme d’Or, em Cannes, Gislaine Arabian, no Pavillon Ledoyen, em Paris, Antoine Westermann, no Buerehiesel, em Estrasburgo, Michel Bras, no Laguiole, no Rio de Janeiro, e Ferran Adrià, no El Bulli, em Roses.

Em 1990, em Sologne, recebeu o primeiro prémio de Cozinha Artística. Em 1992 foi novamente distinguido com este prémio.
Em 1996 partiu para o Japão, onde se tornou chef de cozinha do Kobe de Gualtiero Marchesi, e, mais tarde, do Osaka no hotel Rhiga Royal. Aqui descobriu a autêntica cozinha japonesa,
que o fascina especialmente pela sua dimensão filosófica. Mais tarde, regressou a Itália, onde continuou a trabalhar como chef
enquanto procurava a localização ideal para o seu restaurante.
Em 2003, juntamente com a família Ceretto, começou a desenvolver o projecto para o restaurante Piazza Duomo
que detém hoje três estrelas Michelin e ocupa o 16º lugar na lista “The World’s 50 Best Restaurants”.

Crippa é um chef meticuloso, um perfeccionista extremamente atento, que encontrou na pureza o meio mais lúcido para poder expressar a sua imaginação. A sua cozinha é límpida e equilibrada, assente na sua sensibilidade, cultura, intuição, perícia técnica e numa capacidade analítica excepcional. Quando lhe perguntam qual o seu objetivo, Enrico Crippa responde com simplicidade: “Trazer alegria aos meus convidados e, por isso, a mim mesmo.”