O escorpião do asfalto celebra 70 anos

O escorpião do asfalto celebra 70 anos. A Abarth completará os 70 anos dentro de alguns dias. Este importante marco no desporto motorizado é mais um recorde da marca italiana que, agora mais do que nunca, continua a alimentar os sonhos de fãs em todo o mundo. Celebrar este aniversário significa recordar as inestimáveis pessoas, os feitos desportivos e o património tecnológico da Abarth, bem como consolidar a indissolúvel ligação que une várias gerações de clientes sob a bandeira da missão do fundador de obter as máximas performances com trabalho artesanal e constante aperfeiçoamento técnico.

“Falar sobre as principais fases da Abarth é uma oportunidade para redescobrir automóveis recordistas, kits de preparação revolucionários e corridas lendárias que marcaram o progresso tecnológico e os feitos da marca no desporto motorizado”, afirmou Luca Napolitano, Responsável para a EMEA das marcas Fiat e Abarth. “Tudo isto faz parte do passado e do presente da Abarth, tal como o empenho e o orgulho das pessoas que, ao longo do tempo, trabalharam nas fábricas, nos escritórios e nas pistas de competição, dando sempre um pouco mais. Além da satisfação desportiva, para os engenheiros e técnicos da marca com o emblema do Escorpião, as corridas são duras pistas de testes onde podem ser postas à prova as mais inovadoras soluções tecnológicas, nas mais adversas condições, antes de serem transferidas para os modelos Abarth de normal produção. Deste modo, conseguimos obter o máximo em termos de performance, segurança e fiabilidade e oferecê-lo aos nossos clientes.”.

A lenda da marca com o símbolo do Escorpião nasceu em 31 de março de 1949, quando Carlo Abarth (1908-1979) fundou, com o piloto Guido Scagliarini, a Abarth & C.. A sua primeira viatura foi o 204 A, derivado do Fiat 1100. Chamou as atenções em 10 de abril de 1950, quando Tazio Nuvolari o levou à vitória na sua última prova, a Palermo-Monte Pellegrino. Desde então, a história da Abarth tem sido recheada de recordes a nível da competição e da indústria, elementos sempre no espírito do fundador: combinar máximas performances, trabalho artesanal e constante aperfeiçoamento técnico.