A “felicidade” que causou polémica

A “felicidade” que causou polémica! Nos últimos dias chegaram notícias de muita polémica sobre a colecção-cápsula da ZIPPY para o tempo da primavera e celebrando o dia mundial da felicidade.

Por isso, mesmo podemos tecer várias considerações:

  • Colecções sem género, sempre houve na moda. Ou seja, unissexo. Moda, perfumaria, etc. E o que dizer isto? que se anulam as diferenças entre mulheres e homens? Não, esse foi o principal argumento quando as mulheres começaram a usar calças, mas que nunca aconteceu. Cada qual ficou como é, e as seguintes gerações não se desfizeram. Claro, que quando precisaram das mulheres para trabalharem nas fábricas na II Grande Guerra e no pós-guerra, já não era causa de escândalo. Era uma razão prática (que a própria ZIPPY indicou para esta colecção).
  • Note-se que falamos de uma colecção-cápsula. Para quem sabe de moda, uma colecção-cápsula não é, de todo, o todo de uma marca. É uma resposta a um nicho, um target específico. Portanto, não é para todos nem é a resposta de uma marca para todos.
  • Não entramos em polémicas de identidade nem de género, pois a marca diz muito bem no seu press release, o intuito desta colecção. Deixamos as imagens para que vejam a dita.

“A cápsula HAPPY chega para celebrar a liberdade de escolha e, acima de tudo, a felicidade, e reforça o compromisso que a marca tem vindo a assumir com os pais de facilitar o seu dia-a-dia e de os ajudar a viver de forma mais descomplexada. Filipa Bello, Brand and Creative Director da ZIPPY, afirma: “Acreditamos que a felicidade vem de podermos ser quem somos, de aceitar a diversidade e quisemos transmitir isso mesmo na nova linha HAPPY.”

Esta coleção cápsula inclui sneakers, casacos hoodies, t-shirts, sweats e parkas, onde as cores assumem protagonismo, num color blocking de retro blues, aqua greens, vermelho hibisco e tonalidades cítricas como o laranja e o amarelo, que não vão deixar ninguém indiferente.

Integrada nas sugestões de Primavera da ZIPPY, a cápsula HAPPY está já disponível em todas as suas lojas, incluindo a loja online, no mês em que precisamente se celebra o Dia Internacional da Felicidade, 20 de março”.