A arte de bem vestir um homem?

A arte de bem vestir um homem tem sido ultimamente um assunto de rua e de internet e, por iisso, convém elucidar duas coisas diversas: o bem vestir e o protocolo ou o dress code. No primeiro, era desejável que todos os homens no seu quotidiano se vestissem bem, não correctamente, mas bem. Combinar cores, escolher as calças adequadas e muitas outras coisas.

No caso do protocolo, falamos de terrenos mais rígidos e fixados por convenções e por ditames. Tal como o dress code de um convite ao qual os portugueses teimam em desrespeitar na generalidade.

Protocolo e/ou dress code

A indicação do dress code aparece sempre no convite que nos é enviado pelos organizadores ou patrocinadores de um evento. Não havendo menção, fica ao nosso critério e discernimento. Mas se no convite, é  referido o dress code cabe-nos respeitar o mesmo ou apresentar as nossas escusas a quem nos convida e não ir.

As chamadas regras de etiqueta não servem para atrapalhar mas para regularizar as nossas relações; se alguém me convida para uma ocasião e diz cocktail attire, tentarei encontrar algo que respeite o meu anfitrião e a sua vontade de dar um certo glamour ao evento. Respeitar o dress code é respeitar quem nos convida. Como o protocolo, a um nível mais exigente e comportamental, temos de ter atenção, pois estamos ao nível de estados ou organizações.

Na arte de bem vestir um homem, temos de ter em conta vários factores mais um deles é, sem dúvida, a consciência do nosso tamanho.

Temos de ser realistas e aceitar o nosso tamanho, nem para mais nem para menos. Medirmos os ombros, peito, torso, cintura e braços para sabermos os nossos tamanhos. E, assim, nem iremos escolher um casaco largo com os ombros a descair nem com as mangas curtas (podemos levar as nossas medidas e apresentar na loja, pois geralmente têm as correspondências entre cms e o tamanho, por exemplo, o tamanho do tórax/peito tem uma estreita relação com o sistema de tamanho dos casacos 46 etc).

Para que uma manga de um casaco assente bem, esta deve terminar um pouco abaixo do pulso. O comprimento do casaco  deve ser o suficiente, desde que acompanhe a base do polegar (esticar o braço encostado à cintura ao longo do corpo). Tanto o colarinho como as mangas da camisa devem estar pelo menos 1 cm fora  do casaco.

As baínhas devem ter um comprimento médio, permitindo que se possam ver as meias (que cada vez mais assumem cores e padrões) e deixando vislumbrar o sapato.