Técnica secular com métodos novos

No novo Manufakturzentrum, a IWC Schaffhausen combina a tradicional técnica secular da relojoaria com métodos de produção e tecnologias de última geração. Centros de torneamento e fresamento modernos garantem a mais alta qualidade e precisão no fabrico de peças de movimento e caixas. Na montagem dos movimentos desenvolvidos e produzidos pela manufactura, no entanto, é necessário um trabalho manual minucioso, pois é somente através das mãos experientes do relojoeiro que o coração mecânico do relógio começa a pulsar.

Em apenas 21 meses, o novo Manufakturzentrum da IWC emergiu nos arredores de Schaffhausen. A fabricante de relógios criou para si mesma um monumento arquitectónico para comemorar o seu 150º aniversário. As vidraças da parede com perfis pretos e as marquises brancas e protuberantes resultam numa imagem de elevado contraste.

“O nosso fundador Florentine Ariosto jones, em 1868, combinou a tradicional técnica secular da relojoaria com métodos avançados de produção. Desde então, temos desenvolvido sistematicamente a metodologia de engenharia estabelecida por ele e, agora, estamos A combinar técnica artesanal e alta tecnologia também no nosso novo manufakturzentrum. Contudo, o edifício não oferece apenas ótimas condições de produção e excelentes condições de trabalho para os nossos colaboradores. Também materializa o espírito da marca IWC e permite que visitantes de todo o mundo vivenciem de perto o fabrico dps nossos movimentos de manufatura e caixas” afirma, Christoph Grainger-Herr, CEO, IWC Schaffhausen

No Manufakturzentrum, a IWC reúne a produção de peças de movimento, movimentos de manufatura e caixas num só lugar. Um marco na história da empresa. Para Andreas Voll, COO da IWC Schaffhausen, o local satisfaz um desejo há muito acalentado.

“O novo edifício deu-nos a oportunidade de organizar os nossos processos de produção de maneira ideal para uma excelente operação e uma qualidade perfeita. Agora, a título de exemplo, todo o valor agregado à matéria-prima, desde a peça de movimento individual até ao produto final, concentra-se num único andar numa uma sequência lógica. Sonhei com isso desde que comecei na IWC em 2007”, afirma Andreas Voll, COO of IWC Schaffhausen.