Because the Eyes have to travel – Cabinet of Curiosities

Because the Eyes have to travel, é este o moto do Cabinet of Curiosities, o espaço com que Gracinha Viterbo presenteia o Estoril. Numa casa de traça antiga e original, por si só encantadora, Gracinha dispõe pelas divisões a sua própria visão do que considera um Cabinet of Curiosities; fruto de uma carreira dedicada à decoração e ao desenho de interiores este passo seria desde sempre uma evidência que apenas pecou por tardar.

Gracinha funciona no Cabinet como um capitão de alto-mar da contemporaneidade, que traz para as suas vitrinas os achados que recolhe nas viagens que faz pelo mundo, tesouros que mais ninguém tem e que a encantam quando com eles se cruza. E que tanto nos cativam afinal a nós também.

A expressão Cabinet of Curiosities nasceu quando os europeus trouxeram para dentro de casa o exótico distante onde iam aportando; as viagens eram longas e demoradas, não se ia à China, a África nem à Índia facilmente, e eram raros os que o conseguiam fazer por lazer. E nestes Novos Mundos, tudo era afinal tão novo: os bichos, os sabores, as plantas, as gentes.

Em meados de setecentos, nas casas mais elegantes dos países europeus que, quer por convivências comerciais quer por motivos colonialistas tinham contacto próximo com outras culturas longínquas, tornou-se hábito reservar um armário-vitrine, um Cabinet, para dispor achados raros, exóticos, curiosos, ou simplesmente ‘fora-da-caixa’.

Estes Cabinets of Curiosities ocupavam parte importante da área social da casa, como num palco, e serviam antes do mais para despertar conversas entre as visitas; num tempo sem televisão nem playstation, era a delicada página de herbário nunca vista ou a pequena caveira de bicho desconhecido que distraía os convivas e estimulava a conversação.

O Cabinet de Gracinha está dividido de forma temática, como num museu privado, mas nem por isso espaço parado no tempo nem fechado ao público, muito pelo contrário.

No piso térreo há uma florista, a Fresca, que recebe as visitas com aromas que variam com a época do ano e com aquilo que a natureza dá. O aroma sobe connosco pela escada, e no primeiro andar saletas e pequenos quartos, transformados em The Gallery, The Spring Room ou The Chair Room, mostram não apenas peças, mas ‘aquelas’ peças especiais, que têm o seu expoente ao tema na sala que dá o nome ao espaço, The Cabinet of Curiosites, propositadamente escuro, preto, iluminado como uma sala de bom museu, e onde cada item escolhido surpreende ou diverte.

Há ainda um encantador sótão, e um Closet, onde Gracinha expõe uma das suas aventuras fora do mundo dos interiores: uma curiosíssima coleção de turbantes e outros acessórios para a cabeça desenhados, e tantas vezes usados, por ela, a fazer lembrar os príncipes otomanos e as dançarinas de templos orientais, como aguarelas de um Grand Tour.

O Cabinet of Curiosities funciona também como uma porta aberta para quem quer mais que uma peça especial para rematar a decoração de um espaço; aqui pode usufruir dos serviços da equipa de projeto de interiores liderada por Gracinha Viterbo e pedir à Viterbo Interior Design o desenho total dos interiores da sua própria casa. Afinal, ainda antes deste Cabinet of Curiosities, o design de interiores era, e é, a função das mulheres desta família, há praticamente meio século.

morada

Avenida de Nice 68

2765-259 Estoril