Um novo automóvel citadino mais leve

Um novo automóvel citadino mais leve. A Mazda Motor de Portugal acaba de reforçar a gama Mazda2 em Portugal, dotando-a de um novo derivativo, o Mazda2 Advance. Esta proposta representa um avanço em termos de conteúdo ao nível intermédio Evolve, estando em comercialização a um preço extremamente competitivo.

Foi em Janeiro de 2015 que a Mazda Motor de Portugal lançou a então nova geração do Mazda2, um pequeno grande citadino que, anos antes (2008), garantia o título de “Carro do Ano Mundial”. Nascido da decisão de apagar todas as noções associadas a este segmento, o Mazda2 foi desenvolvido assente num novo livro de regras para o segmento B, surgindo como um novo citadino traduzido, de um modo simplista, num automóvel que representa mais em tudo… excepto no peso.

Maior, com mais conforto, maior ergonomia e profusamente tecnológico, o Mazda2 adoptava diversos conteúdos interiores, como o head-up display (então em estreia na classe), o sistema MZD Connect de conectividade via smartphone, o interface homem-máquina de fácil acesso ao ecrã táctil de 7 polegadas no topo do painel central, operado pelo comando rotativo na consola central, para além do melhor da nova Tecnologia SKYACTIV e sistemas de segurança associadas, destacando-se, entre outras, a inclusão de diferentes sistemas de segurança activa, tais como o Blind Spot Monitoring (BSM) com Rear Cross Traffic Alert (RCTA).

Cedo recebeu as melhores críticas dos especialistas e, principalmente, dos clientes, encantados com as linhas do design KODO – A Alma do Movimento, numa combinação brilhante da forma e função, num package mais leve e mais aguerrido, com diversos reforços de segurança, mas sempre com a maneabilidade soberba de um modelo subcompacto, sublinhando a tradicional filosofia Jinba Ittai, de condutor-e-viatura-como-um-todo, patenteada pela Mazda.

Do equipamento de série do novo Mazda2 Advance destacam-se as jantes de liga leve de 16 polegadas e a câmara de visão traseira, o volante e manípulo da caixa em pele, vários sensores (humidade, luminosidade, chuva, estacionamento traseiro), luz interior com spot de leitura, cruise control, limitador de velocidade ajustável, ar condicionado automático, vidros escurecidos traseiros, LDW (Lane Departing Warning System), faróis de nevoeiro de LED, antena tipo “barbatana de tubarão”.

Esta nova proposta pode ser encomendada com pintura sólida ou metalizada, segundo o leque de 11 cores disponíveis, podendo-se, ainda, adicionar o pack Navi (€ 400), sistema de navegação integrado no ecrã central de 7 polegadas. Recorde-se que, por razões de segurança para o condutor, a sua operação faz-se por toque quando a viatura se encontra parada, recorrendo-se ao comando rotativo, sito na consola central, quando em andamento.

Sob o capot, o novo Mazda2 Advance conta apenas com a versão intermédia de potência do bloco SKYACTIV-G 1.5 a gasolina (cilindrada: 1.496 cc; potência: 90 cv às 6000 rpm; binário: 148 Nm às 4000 rpm), associado à caixa de 5 velocidades SKYACTIV-MT, um conjunto que garante consumos médios de 4,9 l/100 km e emissões de 111 g/km de CO2***.