Se existe um céu para os mariscos…

Se existe um céu para os mariscos é certamente no O Mariscador em Lisboa. Céu para eles e para os seus apreciadores. Como nós que fomos experimentar a gastronomia e o serviço do espaço.

Recomendação máxima para quem gosta de vários tipos de marisco, alguns de rio e muitos de mar. Percebes, búzios, ostras de várias proveniências (ria formosa e sado), mexilhões, gambas e mini-gambas estaladiças. Aqui encontramos uma variedades deles. Todos que experimentámos, eram frescos e super-deliciosos.

O casco de sapateira estava com toque de coentros e piri-piri no ponto certo e a pedir vorazmente um belo pão torrado que acompanhava. Este casco estava integrado num conjunto orgástico de outros mariscos. Homenageando os pescadores da apanha, “O Mariscador” propõe a “teca” e a “meia teca”, uma seleção de mariscos como ostras, camarão, mexilhão e casco de sapateira para duas e quatro pessoas, respetivamente.

Assumindo-se como uma marisqueira tradicional de estilo descontraído e simultaneamente requintado, “O Mariscador”, do Chef escalabitano Rodrigo Castelo, prima pelo respeito pelos melhores produtos nacionais e pelos tempos de cozedura.

Em conversa com o Chef, quisemos saber como estava a ser a adaptação de um homem de Santarém, onde é reconhecido por todos como um óptimo profissional, e o meio lisboeta cada vez mais competitivo devido à nova realidade do turismo; “uma experiência difícil mas desafiante, como todas são na vida. A qual pede de cada um de nós maleabilidade para perceber a especificidade de cada público e clientela. Mas, está a correr muito bem!”.

Acrescentou que quis trazer um pouco de Santarém para Lisboa, como podemos ver no prato com o pão típico Pombinha, um pão doce que é combinado com outros sabores como caranguejo de casca mole. Uma verdadeira delícia de fusão de sabores.

Pombinha com caranguejo de casca mole

Com uma oferta diferenciada, na qual se destacam as camarinhas desidratadas, o “expresso de caranguejo da meia-noite” e o arroz de lavagante descascado, a nova marisqueira de Lisboa reserva, também, outras opções inovadoras como picante de pinças de lagostim do rio e cevadoto de lagostim do rio sem glúten.

Situado em pleno Campo Pequeno, escolhe um sítio fora do centro já muito congestionado com ofertas de restauração e deixa o desafio de entrar nas avenidas novas para descobrir este “céu” de boas mariscadas.