Um novo SUV cheio de energia

A DS Automobiles acaba de lançar em Portugal o DS 7 CROSSBACK que coincide com a abertura das primeiras DS Store de Lisboa e Porto, e do DS Salon de Braga. Proposta que inaugura a segunda geração de veículos DS, o novo SUV DS 7 CROSSBACK apresenta-se como  um verdadeiro concentrado da excelência da Marca DS e marca a diferença no panorama automóvel nacional, nomeadamente no segmento dos SUV premium.

Apresentando-se aos clientes nacionais em 14 versões complementares, divididas por 4 níveis de equipamento – Be Chic, Performance Line, So Chic e Grand Chic – o novo SUV da DS pode ser  equipado com diferentes conjugações de motores e caixas de velocidades, do bloco a gasolina 1.6 PureTech, de 180 ou 225 cv, ao diesel 2.0 Blue HDi de 180 cv, ambos com S&S e associados à também inédita transmissão automática de 8 velocidades EAT8, num conjunto complementado com o motor diesel 1.5 BlueHDi 130 S&S, dotado da caixa de 6 velocidades manual CVM6.

O DS 7 CROSSBACK insere a Marca numa nova dinâmica, colocando a fasquia muito elevada em termos de design, conforto e tecnologia. Ele recompensa os esforços das equipas que participaram na sua criação e no seu desenvolvimento.

“Em 30 anos passados no mundo automóvel assisti a muitos lançamentos”, refere Eric Apode, Director de Produto e de Desenvolvimento da DS Automobiles. “Agora com o DS 7 CROSSBACK tudo é diferente. Estou mais impaciente do que nunca em ver este automóvel na estrada, nos quatro cantos do mundo, pois chegámos com uma nova marca e com produtos inovadores que irão seduzir novos clientes. É extremamente emocionante.”

A DS Automobiles representa o melhor do luxo francês, assente em dois pilares: por um lado, o requinte, ampliado pela criatividade e pela nobreza dos materiais, e por outro um carácter ultra-tecnológico. Eric Apode e as suas equipas desenvolveram o plano de lançamento da marca em torno de 6 novos modelos, a serem comercializados em igual número de anos.

Tendo em conta a fisionomia do mercado, era lógico que o primeiro modelo da nova geração DS fosse um SUV. “Em todos os países consumidores de automóveis premium são os SUV do segmento C que apresentam o maior potencial em termos de volume e de rentabilidade”, refere. “O facto de o DS 7 CROSSBACK ser o nosso primeiro modelo é, assim, uma questão de lógica”.