Lisboa a todas as horas

Cada vez mais Lisboa anda na boca do mundo, as suas ruas e os seus monumentos. Seja como destino turístico como inspiração de design ou arte, a cidade é um ponto de atracção para pessoas e marcas.

Nesse sentido percebemos quando a IWC acaba de lançar em exclusivo para Portugal o modelo de edição limitada Portugieser Cronógrafo Rattrapante Edição “Padrão dos Descobrimentos” que estará à venda em exclusivo nas Boutiques dos Relógios Plus.  O modelo lançado em parceria com a Tempus Portugal estará disponível em duas versões. Uma com caixa em aço inoxidável limitada a 75 exemplares e outra com caixa em ouro rosa limitada a 25 exemplares.

O Portugieser Cronógrafo Rattrapante Edição “Padrão dos Descobrimentos” é baseado no design intemporal dos relógios Portugieser dos anos 30.

O relógio apresenta um movimento de cronógrafo mecânico, reserva de marcha de 44 horas, função de cronómetro com minutos e segundos, um terceiro botão para iniciar e parar o ponteiro split-seconds, que permite medir em simultâneo um segundo curto período de tempo, vidro safira, convexo e revestimento antirreflexo em ambos os lados, resistência à água 3 bar e diâmetro de 40,9 mm.

Na parte de trás o relógio apresenta a numeração de edição limitada e tem uma gravação especial do Padrão dos Descobrimentos.

O Padrão do Descobrimentos, da autoria do arquitecto Cottinelli Telmo e do escultor Leopoldo de Almeida foi erguido pela primeira vez em 1940 integrado na Exposição do Mundo Português.

Nesta altura foi contruído em materiais perecíveis. Mais tarde em 1960 foi reconstruído em betão e cantaria por ocasião da comemoração dos 500 anos da morte do Infante D. Henrique e em 1985 é inaugurado como Centro Cultural das Descobertas. Destacado junto ao Tejo, o Padrão dos Descobrimentos evoca a expansão ultramarina portuguesa, um passado glorioso e simboliza a grandeza da obra do Infante D. Henrique, o impulsionador das descobertas.