Novidades no Salão Internacional de Alta Relojoaria

A IWC Schaffhausen apresentou no Salão Internacional de Alta Relojoaria, no âmbito da coleção comemorativa do 150º aniversário da manufatura, três modelos Portofino de edição limitada. Um deles é o Portofino Corda Manual Fase da Lua Edição “150 Years” que combina um clássico Portofino Corda Manual Oito Dias com uma indicação das fases da lua. Trata-se de uma edição limitada a 150 exemplares em ouro vermelho e 350 em aço inoxidável.

A variante em ouro vermelho é o único relógio de ouro da coleção de aniversário com um mostrador azul. A combinar estão também os ponteiros, a lua e as estrelas na indicação das fases da lua em dourado. Nos modelos com caixa em aço inoxidável, a lua e as estrelas são rodinadas. Com o calibre manufaturado IWC 59800, a família de calibres 59000 ganha um módulo de fases da lua, que divergirá apenas um dia do ciclo efetivo da lua após 122 anos.

A XXVIII edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria (SIHH, sigla em francês), é um dos grandes encontros mundiais dos profissionais da arte do tempo.

O evento teve lugar em Janeiro deste ano, na cidade suíça de Genebra, e contou com as mais prestigiadas casas de relojoaria do mundo, com um total de 35 participantes.

São 18 marcas consideradas históricas e 17 produtores independentes. Entre os que passaram a fazer parte do encontro mais recentemente, encontra-se a Hermès.

De acordo com os organizadores do evento, esperava-se, este ano, cerca de 20 mil visitantes, entre comerciantes, entusiastas e fabricantes.

É a segunda vez, em quase 30 anos de encontro, que os organizadores consagram um dia dedicado apenas ao grande público.Depois de uma época de caída das vendas, o sector da alta relojoaria parece recuperar de forma progressiva.

O SIHH funciona, de acordo com os profissionais, como uma espécie de barómetro acerca do dinamismo do ano em que tem lugar.