Vinhos modernos e frescos do Alentejo

Conhecer o Monte da Ravasqueira foi um privilégio, pois fomos aprender um alentejo diferente, com vinhos e uma paixão por atrelados. Fomos acolhidos de uma maneira perfeita com um jantar de prova dos novos vinhos e no dia seguinte, uma visita ao monte e aos famosos atrelados, colecção única propriedade da família José de Mello. De notar, que o Monte da Ravasqueira tem como possibilidade várias ofertas de enoturismo.

Em todo o caso, o Monte da Ravasqueira repensou o posicionamento das suas diferentes marcas de vinhos e definiu uma nova abordagem ao mercado, permitindo um segmentar melhor as gamas e linhas de vinhos e, ao mesmo tempo, aproximar-se mais das tendências e preferências dos diferentes clientes e consumidores.

Esta nova abordagem – desenvolvida e implementada no decurso de 2017, de forma progressiva e gradual – visa responder aos actuais desafios do mercado, mais concretamente às necessidades dos diferentes canais de distribuição, permitindo à marca tornar-se mais homogénea, equilibrada e legível nos diferentes vinhos.

Do ponto de vista enológico, uma das grandes âncoras desta nova estratégia assenta nas excelentes condições naturais que o Monte da Ravasqueira oferece, desde logo um terroir único e um microclima ideal, que servem de suporte a um padrão clássico e sustentável de viticultura.

O relevo em redor das vinhas e as represas de água fazem do Monte da Ravasqueira um lugar bem mais temperado do que é suposto ocorrer na região quente que é o Alentejo, o que permite a produção de vinhos modernos, frescos, vibrantes e ricos em sabores e aromas.

Ligado à família José de Mello desde 1943, o Monte da Ravasqueira pretende, com este processo de reposicionamento das gamas e linhas de vinhos, dar continuidade ao compromisso de ser um produtor de qualidade, que conjuga tradição e inovação e que conta com uma equipa focada no mercado e no consumidor.

Os vinhos do Monte da Ravasqueira passam a organizar-se em duas diferentes gamas, de forma a facilitar a segmentação das marcas de acordo com os diferentes canais de distribuição, sempre com objectivo de acrescentar valor aos clientes, quer na distribuição moderna, quer tradicional.

O projecto de vinhos do Monte da Ravasqueira passa a segmentar-se em duas diferentes gamas: MONTE DA RAVASQUEIRA e RAVASQUEIRA.
A gama MONTE DA RAVASQUEIRA compreende vinhos que expressam o carácter e a origem do projecto e da região do Alentejo.
Estes vinhos procuram seguir as tendências do mercado e as preferências dos consumidores, sem nunca perderem o sentido clássico, a qualidade, a consistência e a constante inovação.
A gama RAVASQUEIRA compreende vinhos de puro sentido de terroir e de expressão única, das várias parcelas de cada área de vinha.
São vinhos que resultam, todos os anos, de uma busca incessante de micro terroirs espontâneos que, se não forem procurados,nunca se expressariam. São descobertas e expressões da arte da viticultura e da enologia, em estreita combinação com o terroir. É uma linha de vinhos singulares e exclusivos.
De todos temos de realçar um tinto que nos marcou, Vinha das Româs, Este é um dos vinhos mais consensuais e mais consagrados da Ravasqueira, que procura tirar partido, todos os anos, de um terroir único onde, antes de serem plantadas uvas, existia um pomar de romãzeiras.
Com um estágio longo em barricas de carvalho francês, este vinho evidencia a elegância das castas Syrah e Touriga Franca, utilizadas em diferentes percentagens de ano para ano e provenientes de pequenas zonas de uma área de cinco hectares.
Este vinho representa também os méritos de uma viticultura de precisão, guiada pela sede de conhecimento de cada planta.