Vinhos de 2016

Exactamente há um ano atrás, em vésperas de São João, fomos conhecer a esplêndida Quinta da Covela, pela mão de Tony Smith, um dos sócios da empresa.

De uma forma exímia, fomos acolhidos e provamos os seus vinhos variados nascidos das terras do Douro. Agora, passado um ano, temos novidades sobre as colheitas de 2016.

As reservas hídricas resultantes da abundante chuva primaveril permitiram que as videiras se mantivessem frescas e verdes até ao final da maturação que, como consequência, foi bastante equilibrada.
A vindima fez-se, como é regra na Quinta de Covela, manualmente, por castas e respectivas parcelas de vinha.

O ano de 2016 ofereceu um AVESSO intenso e que, desde muito cedo, mostrou o seu lado floral e frutado. Cheio de carácter, o Avesso da COVELA é um vinho que merece ser descoberto na companhia de muitos pratos da nossa gastronomia, em especial peixes, saladas e outras refeições ligeiras, tão apetecíveis neste período do ano.

Intenso e fresco com uma base mineral subtil, o ARINTO da COVELA mostra-se com uma cor citrina brilhante. No nariz algo floral, na boca notas delicadas de citrinos, em particular casca de laranja. É um vinho seco e elegante, fresco e vivo.

A sua mineralidade, típica dos vinhos da COVELA, convive bem com aromas a frutos. Sente-se a força do sol da região “Douro Verde”, a zona mais austral da região demarcada dos Vinhos Verdes onde o clima é mais ensolarado e semelhante ao do vale do Douro.

Feito 100% de Touriga Nacional o ROSÉ da COVELA é um vinho de cor muito atractiva e de aroma intenso e complexo, onde sobressaem os frutos vermelhos frescos. Seco, com um ataque de boca cremoso, oferece uma excelente textura e um final refrescante. Incontornável nos dias quentes de Verão.