Um espaço renovado na Avenida

Ver um espaço renovado para melhor, no contexto actual  desenfreado de Lisboa, é uma maravilha. Na passada semana, fomos convidados para experimentar a nova carta do Olivier e ver as mudanças.

O restaurante antes designado por “Olivier Avenida” reabriu com um novo conceito. O espaço foi completamente renovado, para criar um ambiente moderno e exclusivo e a carta revela uma inspiração mediterrânica com forte associação à cidade de Lisboa e à sua vocação cosmopolita.

E chama-se agora apenas “Olivier”, para assinalar o mais antigo espaço de Olivier da Costa, um chef que já completou mais de 20 anos de sucessos na capital portuguesa.

Situada numa das mais emblemáticas zonas de Lisboa, no AVANI Avenida Liberdade Lisbon Hotel (antigo Hotel Tivoli Jardim), e com uma decoração elegante e romântica, esta é ‘a casa do Olivier’, o espaço requintado que reflete o ambiente trendy e cosmopolita da capital portuguesa e onde é possível degustar a cozinha de autor do chef.

O espaço inclui agora uma esplanada, bem ao gosto dos lisboetas, o que permite desfrutar de um almoço descontraído ou de um final de tarde relaxado.

A irreverência de Olivier pode também encontrar-se na carta, que desvenda os tradicionais pratos da cozinha contemporânea de Lisboa, com o famoso twist do chef. Ali, é possível encontrar a experiência de conhecidos pratos criados por Olivier, que surpreendem pela sofisticada seleção de sabores, com destaque para o ‘Polvo grelhado VS bacalhau (em que o arbitro é o ovo)’ ou a ‘Massa da minha tia Carolina’.

Além destas originais denominações, foram acrescentados uns carpaccios frescos e leves, saladas, massas e risotos repletos de novidades como o queijo da ilha, os espargos verdes, ou a trufa preta. As entradas duplas para partilhar são outras das novidades da carta, que introduz o conceito de food sharing. ‘Cogumelos Portobello recheados com espargos verdes e gorgonzola’, ‘Croquete de morcela e rabo de boi com Dijon doce e maçã verde’ ou ‘Niguiri de salmão marinado com salada polaca’ são algumas das opções para dividir a dois.

Temos de realçar, sem a menor dúvida, que as entradas são excepcionais; a empada de frango e o carpaccio de foie gras são duas escolhas a não perder. E, a releitura das batatas bravas, está uma pequena delícia.

Pela sua localização, o “Olivier” torna-se um espaço de referência para o chamado ‘almoço rápido’, com toda a sofisticação que uma refeição ligeira possa oferecer, num espaço pensado também para reuniões de negócios de clientes apreciadores de constante inovação na confeção dos pratos. À noite, e já sem a luz natural refletida nos tons do espaço, o “Olivier” convida a jantares de grupos, ou mais intimistas, no interior ou na esplanada.

Sou por natureza um criativo. Inovar e surpreender os meus clientes é um desafio que imponho a mim próprio. Esta nova carta é, por isso, um desafio gastronómico, onde a autenticidade da cozinha Olivier se alia a um espaço que foi concebido para criar uma experiência dos sentidos, para que cada cliente possa aqui desfrutar de uma experiência irrepetível.”, afirma Olivier da Costa.