Novas Oportunidades Hoteleiras em Portugal

A cadeia Best Western é relançada nos mercados espanhol e português com um plano de expansão competitivo para os próximos cinco anos. O objectivo é alcançar, neste período, os 30 estabelecimentos participantes. Actualmente, a cadeia tem cinco propriedades em Espanha, três em Barcelona, um em Madrid e outro em Salobreña-Granada; e tem mais dois em Portugal, em Faro e Porto. O que significará um aumento de 400%.

Assim, Best Western Espanha e Portugal fornecem um crescimento exponencial graças ao novo plano de benefícios que oferece aos seus participantes. Em 2015, a cadeia trouxe um volume de negócios para as suas unidades em Espanha e em Portugal no valor de 2,311,542 euros. Este número atingiu 3,125,479 euros em 2016, representando um aumento de 35%.

Ou seja, que ao pertencerem à cadeia reflectiu-se em cerca de 19,480 visitantes que ficaram num hotel Best Western em Espanha e em Portugal. 

“Estamos convencidos que vamos cumprir as expectativas de crescimento”, disse o Director de Desenvolvimento e Operações para a Espanha e Portugal, Oriol Maresch, durante a conferência de imprensa realizada dia 12 de dezembro no Terraço do Marquês, Avenida Sidónio Pais, Lisboa. A apresentação também contou com as presenças internacionais da área de Director Member Services, Neville Graham; e o gerente do Best Western Inca Porto, David Ferreira.

Lisboa, 12122016 - Conferência de Imprensa dos Hotéis Best Western - Hotels & Resorts © Lionel Balteiro
Lisboa, 12122016 – Conferência de Imprensa dos Hotéis Best Western – Hotels & Resorts
© Lionel Balteiro

Benefícios de pertencer à cadeia Best Western

A Best Western fornece até 30% do volume de negócios para suas unidades, dependendo da localização, categoria e número de quartos que contam.

Para um hotel, o facto de fazer parte da cadeia garante, de imediato, um crescimento de sucesso e um forte modelo económico. Durante a conferência de imprensa, Maresch explicou que a integração de novos hotéis independentes deve-se a “um aumento global em mercados de origem, o que implica que o destaque que já teve no mercado americano é hoje mais repartido entre outros mercados”. Destinos onde principalmente a Best Western quer aumentar a sua presença em 2016 são: Madrid, Barcelona, Lisboa e suas respectivas áreas de influência e na região do Mediterrâneo, a Costa del Sol, os arquipélagos, o norte de Espanha e no Algarve.

“Espanha e Portugal representam um mercado chave para a Best Western porque são dois destinos turísticos por excelência. Por isso decidimos colocar todos os nossos esforços no crescimento desses mercados “, disse o Director internacional da área de Serviços de Membros, Neville Graham.

Números de crescimento para os próximos anos

A Best Western é composta por hotéis de propriedade e gestão independentes, os quais ao aderirem ao programa usufruem de um conjunto de benefícios de alcance global. “O crescimento será continuado, mas progressivo”, disse Graham. E o objectivo: chegar às 30 unidades hoteleiras em 2021.

Nova imagem e mudança tecnológica Best Western

A cadeia desenvolveu uma nova imagem que está a ser implementada em todo o mundo e em todos os estabelecimentos com um design renovado, contemporâneo e moderno. Além disso, a cadeia tem melhorado a conectividade de todos os sistemas de computador, CRS, CRM, novo site, aplicações móveis, sistemas de gestão de PMS, bem como a conectividade global com diferentes operadores turísticos.

Conjunto de oportunidades e benefícios

Durante a conferência de imprensa, o Director-Geral do Best Western Inca Porto, David Ferreira, que foi um dos primeiros que aderiu ao programa, apresentou um conjunto de oportunidades e benefícios que são colocados à disposição dos potenciais participantes.

Neste contexto, enfatizou que ao “partilhar o prestígio de uma grande marca reconhecida internacionalmente com a sua própria marca de hotel; bem como a disfrutar de uma credibilidade e confiança inerente a uma cadeia mundial, sem deixar de gerir o seu próprio hotel “.

Ressaltou ainda a importância da “metodologia de trabalho profissional e séria, a transparência do acordo e a força que recebe a coexistência de hotel de marca própria em conjunto com a marca Best Western nesta aliança estratégica”.

David Ferreira, hoteleiro de longa data e conhecedor profundo das principais fórmulas comerciais existentes no mercado, acrescentou “um factor indispensável e importante para os hoteleiros é a força de vendas da Best Western e a diferenciação em relação à concorrência”; assim como a “projecção e garantia de crescimento” que oferece aos seus participantes.

Finalmente, destacou como outras vantagens qualitativas a “redução de custos de intermediação e não ter que depender apenas dos OTA’s ou intermediários; participar de programas de fidelização e apoio recebido pela receita gerada do hotel, via revenue management, melhorando as suas vendas directas e indirectas apoiando-se em tecnologia de ponta do sector “.