A contar as horas para o Natal

Chegamos ao tempo próximo da celebração do Natal, e a Swatch deseja oferecer a todos nós uma história que nos faça recordar a essência da festa.

Por isso, reconstrói uma cena teatral na zona da Escandinávia, que vamos ler com muita atenção:

“Era uma vez, numa aldeia distante no norte da Escandinávia: o ar estava muito frio, as árvores encontravam-se cobertas de uma espessa camada de neve branca e fofa e os aldeões mantinham-se ocupados a fazerem preparativos para a época festiva. Aconchegantes casas de madeira tinham sido enfeitadas com coroas de fitas vermelha e um cheiro de biscoitos de gengibre caseiro pairava no ar.

Todos os habitantes andavam radiantes às voltas de um lado para o outro. Todos, excepto Magnus, o carteiro, que estava completamente stressado – ele tinha perdido uma encomenda nas suas entregas. Esta noite alguém iria ficar sem presente debaixo da árvore e seria tudo culpa dele.

Desesperado, andou de casa em casa, tentando encontrar a caixa desaparecida. Ele lembrava-se bem – era semelhante a uma casa encantadora de papelão azul clara com uma impressão de branco festivo. Na verdade, quase parecia a sua própria casa de campo.

Magnus aventurou-se pela neve fria, desesperadamente à procura do presente desaparecido em todos os lugares possíveis. Quando já estava completamente congelado e quase a desistir, encontrou a caixa em cima de um pinheiro enorme. Muito feliz, agarrou-a e verificou a morada para poder entregá-la mesmo a tempo da grande celebração.

Para seu total espanto, descobriu o seu próprio nome na etiqueta do endereço. Nem queria acreditar que perdera e encontrara o seu próprio presente, e estava tão curioso para descobrir o que continha que o abriu imediatamente.

Dentro da embalagem especial estava o relógio mais bonito que alguma vez tinha visto: o novo Swatch edição especial, GOD JUL (SUOZ222S, edição limitada e numerada de 8.888 peças). O fundo iridescente do mostrador fazia-lhe lembrar as luzes do Norte de que ele tanto gostava.

Flocos de neve dançavam em redor da cabeça de Magnus e finalmente pousaram no vidro do relógio e na linda bracelete azul clara com um belo padrão branco. Foi o presente perfeito para um carteiro que estava sempre apertado de tempo.

FIM”