Um aroma para um homem cosmopolita

“O luxo hoje em dia é ser, não é ter” Enrique Loewe Lynch.

Esta citação, pronunciada por Enrique Loewe Lynch há já algum tempo, serve hoje de lema e de guia para um novo legado de modernidade no qual Loewe prima a naturalidade e o desfrutar dos sentidos.

Perfumes Loewe reinventa hoje a sua herança artesanal de mais de 168 anos, inspirando-se no material mais nobre e protagonista indiscutível da arte, da arquitetura e do design contemporâneo: a madeira.

Uma nova figura masculina baseada nos pilares de SOLO Loewe e na busca constante da harmonia dos extremos da vida mas, desta vez, embriagado por um instinto natural que o leva a combinar a sua rotina urbana com uma necessidade magnética de contacto com a natureza.

Assim nasce SOLO Loewe Cedro, uma nova Eau de Toilette em que a madeira é a protagonista total: perfume, frasco, embalagem e comunicação. Um material robusto e de qualidade, mas flexível e adaptável, que dá vida a um perfeito equilíbrio controverso.
Um novo sopro para o novo homem SOLO Loewe Cedro.

Nome

SOLO Loewe Cedro, um nome derivado de uma madeira elegante e aromática, material de excelência da arte e cultura espanhola. Quente, vivo, irreplicável e cheio de história.

Fragrância

Loewe desenvolve uma criação olfativa de bases divergentes, em linha com a família SOLO Loewe.

Quatro acordes harmoniosamente díspares compõem este aroma:
Um acorde cítrico com tangerina e óleo de folhas de laranja amarga funde-se num acorde especiado de pimenta rosa e noz-moscada.
Um acorde húmido à base de folhas de erva-mate, madeira de Gaiac e madeira de âmbar.

A nobreza das matérias-primas presta homenagem ao luxo da discrição.

Design

Envolvido no universo da madeira, apresenta-se SOLO Loewe Cedro.
Uma elegância harmoniosa de contrastes entre a naturalidade da madeira nas placas e a tampa e a sofisticação das linhas retas e redondas, próprias de SOLO original.

Uma maravilhosa caixa rígida, com uma serigrafia que faz lembrar a madeira onde encontramos o frasco, abrindo-se pela lateral, permitindo, assim, mostrar o produto como uma verdadeira peça de exposição.

Beleza natural em estado puro.

Para quem este perfume? Um homem autêntico, equilibrado e natural. Assim se apresenta novamente Paolo Henrigues, dez anos depois de protagonizar a primeira comunicação de SOLO Loewe como um cavaleiro do século XXI montado numa majestosa mota de autor.

A sua atractividade e personalidade não passam despercebidas, desta vez envolto em madeiras que realçam a particularidade deste perfume: um homem cosmopolita que precisa de estar rodeado pela natureza para alcançar a felicidade.