Um azeite elegante e cheio de alma

image

Produto do mais nacional possível e pertença da nossa dieta mediterrânea, o azeite está a ser alvo de produção e incentivo português.

O azeite da Quinta de Covela é uma deliciosa expressão da diversidade que o Douro contém. Elegante e sedutor por fora, saboroso e intenso por dentro, o azeite que os sócios Lima e Smith lançaram este ano no mercado, apresenta-se como puro sumo extraído das azeitonas das suas quintas, com muito baixa acidez. A colheita foi feita à mão logo após as vindimas e as azeitonas processadas de imediato a baixas temperaturas, para garantir o sabor natural e autêntico deste clássico da dieta mediterrânica.

Qualidade extra, envolta em design e diferenciação sugestiva – a embalagem do Azeite Quinta de Covela é uma réplica das garrafas de vinho.

Elaborado no lagar da Casa de Santo Amaro, em Mirandela, sob orientação de Francisco Pavão, um dos maiores especialistas nacionais na área, o azeite Quinta de Covela tem a suavidade e equilíbrio que caracterizam os azeites do Douro se colocados em contraponto com os típicos azeites mais picantes e intensos da vizinha região de Trás-os-Montes e do Douro Superior. Mas não se pense que lhe falta identidade. O azeite Quinta de Covela, da região fronteira entre o Douro e o Minho é de variedades autóctones, sobretudo da variedade galega, apresenta um sabor picante e amargo um pouco mais intenso, terminando num harmonioso e prolongado fim de boca. É um azeite complexo, misturando notas maduras com notas verdes, notas de maçã, tomate maduro, folhas de oliveira, tomateiro e erva.

Com este novo projecto, Marcelo Lima e Tony Smith juntam-se aos produtores de vinhos do Douro que têm vindo a introduzir no mercado azeites das suas quintas, produções de nicho e de elevada qualidade e apresentando um produto de prestígio a juntar ao portefólio de vinhos que possuem.

No total, foram produzidas 2.600 garrafas de Azeite Quinta de Covela, ambos à venda nas principais garrafeiras e lojas gourmet do país.