Viagens by Louis Vuitton – 100 Legendary Trunks

Louis-Vuitton_100_Legendary_Trunks-1-600x395

O gosto pelas viagens e conhecimento de novas culturas e aventuras nasce desde de sempre com o Homem, porém , no séc. XIX é romantizado e louvado. A viagem aparece como sinal de aventura, romance e mudança de vida. Juntamente com o gosto pela arqueologia e culturas antigas, viajar é o luxo dos europeus com posses.

De certa forma, a viagem implicava uma grande capacidade de bagagem; o período de deslocação era sempre grande e pedia um número considerável de malas, roupa e acessórios. O clima romântico começa a caminhar para uma certa sofisticação até chegarmos à primeira metade do séc. XX. Começam a desenvolver-se os acessórios de viagem e toda uma panóplia de marcas a eles associadas. Sinal disto é a referência incontornável da Louis Vuitton.

«Mostra-me a tua bagagem, dir-te-ei quem és.»

 

Este slogan publicitário de 1921 da Louis Vuitton evoca de forma perfeita a relação íntima entre cada viajante e a sua bagagem. De comboios e transatlânticos lendários a automóveis e à primeira aeronave, o baú Louis Vuitton atravessou tempo e fronteiras. Em 1854, Louis Vuitton, «caixoteiro, maleiro e empacotador», oferecia um baú moderno que combinava pragmatismo e elegância e que se adaptava perfeitamente aos meios de transporte e às mudanças que afectavam as vidas dos seus clientes. A Casa de Vuitton serviu exploradores e aventureiros, príncipes, dandies, senhoras elegantes e artistas de todos os tipos. O Maharaja de Baroda, Pierre Savorgnan de Brazza, Douglas Fairbanks, Ernest Hemingway, Jeanne Lanvin  — até Damien Hirst e Sharon Stone viajaram com Vuitton.

Agora podemos ver esta história num livro excepcional, com prefácio de Patrick-Louis Vuitton, no qual se apresenta as mais belas criações da Maison por meio de mais de 800 fotografias. O baú-cama, o baú clássico, a caixa de chá, o estojo de higiene, o baú de circo, o baú de livros, a caixa de caviar são apenas alguns exemplos das muitas peças incríveis aqui apresentadas, juntamente com histórias igualmente incríveis da sua criação. Uma análise técnica completa, a bíblia do artesão de baús, revela os segredos da construção dos baús Louis Vuitton.

Dos primeiros baús em formato tradicional aos mais modernos formatos produzidos actualmente nos ateliers de Asnières, o espírito da Maison Louis Vuitton continua a encontrar motivação na mesma reputação de excelência e de experiência — e no desejo de elevar o conceito de viajar a arte.

009105R