Um carro com sabor italiano

A tempo para o início oficial do Verão, a Mazda associou-se a uma famosa personalidade italiana do mundo automóvel e também da moda, criando o Mazda MX-5 Levanto.

MX5 Levanto

Com uma impressionante pintura exterior em laranja e azul, este roadster especial e único presta homenagem à independência, à juventude e à praia. Faz também a ligação à arte japonesa de Takumi (artesanato) através da experiência em termos de personalização e imaginação da Garage Italia Customs, operação baseada em Milão, fundada e dirigida por Lapo Elkann.

Apelidado em homenagem a uma pequena cidade na costa da Ligúria, no noroeste de Itália, conhecida pelas suas águas cristalinas e por um perfeito pôr-do-sol, sendo ainda o berço do surf italiano, o MX-5 Levanto foi inspirado pelo filme “Endless Summer”. Este documentário sobre surf de 1966 é considerado como peça referencial sobre este desporto, tendo com cineasta e narrador Bruce Brown, acompanhando dois surfistas numa viagem em redor do mundo, atrás do Verão e na procura pela onda perfeita. Cinquenta anos mais tarde, o icónico roadster da Mazda sintetiza essa mesma busca de liberdade e de proximidade com a natureza, aqui se procurando, de cabelos ao vento, a estrada perfeita.

Seguindo este desiderato, o MX-5 Levanto eleva a um novo patamar o premiado estilo do “ND”, como é conhecida esta quarta geração do Mazda MX-5, adicionando uma coalescência da costa da Califórnia e da Riviera italiana. As cores da carroçaria inspiram-se na praia ao pôr-do-sol, ilustrando uma fusão perfeita entre o desvanecimento do laranja brilhante com um azul natural e profundo. No seu interior apresenta um recheado denim japonês, no painel, manete das mudanças e alavanca do travão de mão, enquanto os bancos, a consola central, o volante e os painéis de porta combinam, de um modo leve e juvenil, o azul dos jeans com um tom náutico de Alcantara azul, contrastando tudo isto com costuras em laranja. Conta com jantes de liga leve de 17 polegadas Diamond Cut, acessório disponível na gama da própria Mazda.

O MX-5 foi esculpido de acordo com o conceito Jinba Ittai, o princípio de cavaleiro e cavalo (no presente caso o surfista e a sua prancha) como um todo, numa ligação que define o modelo desde que foi lançado em 1989. O pequeno desportivo de dois lugares tem vindo a coleccionar títulos desde então, detendo, entre outros, o “Recorde Mundial do Guinness” como o roadster  mais vendido de todos os tempos. A sublinhá-lo o facto de ter saído da linha de produção, no passado mês de Abril, no Japão, o MX-5 nº 1.000.000. Chegada ao mercado no Outono do ano passado, esta última geração já conquistou mais de 70 galardões e distinções em todo o mundo, neles incluindo-se o título de “Carro Mundial do Ano” e “Design de Carro Mundial do Ano”, ambos este ano e em simultâneo.

Actualmente disponível apenas com capota de lona, o “ND” ver-se-á acompanhado no início de 2017 pelo MX-5 RF (Retractible Fastback), uma nova versão do roadster que se estreou mundialmente no Salão de Nova Iorque, em Março último, e que se mostrou, pela primeira vez na Europa, no “Goodwood Festival of Speed”, evento recentemente realizado no Reino Unido.