O perfume ideal

Ou o homem ideal? Encontrá-lo foi a busca de muitas gerações, santos, cavaleiros, combatentes, sábios ou mesmo um homem do quotidiano.

Cruzar-se com L’Homme Idéal é sempre um acontecimento. Esse homem ideal é formoso, desportivo, inteligente, irresistivelmente divertido e amável. Dotado de um charme arrebatador e de uma sensualidade fascinante. Tantas qualidades num só homem tornam a sua vida num desafio permanente.

 

Todas as manhãs, ofusca-se com o seu próprio reflexo nas montras, por onde passa atrai as mulheres como um íman, provoca o silêncio quando entra em qualquer lugar, suscita declarações inflamadas. E no entanto… todas as mulheres sonham encontrá-lo, todos os homens querem ser como ele.

Para ajudá-los a rivalizar com o mito e aguçar o seu potencial de sedução, Guerlain propõe aos homens uma nova variação ainda mais irresistível da sua fragrância L’Homme Idéal: a Eau de Parfum.

Thierry Wasser, Mestre Perfumista de Guerlain, em colaboração com Delphine Jelk, Perfumista de Guerlain, reinventaram a quatro mãos a indispensável amêndoa, transfigurada por notas de couro e tintura de baunilha.

A associação entre uma amêndoa cativante, especiarias e uma bergamota nobre exerce neste oriental amadeirado um magnetismo vibrante. É acompanhada pela elegante rosa da Bulgária, em seguida, é exaltada pelo incenso e pela famosa tintura de baunilha, que a Casa afeiçoa. Por fim, a onda perfumada impõe-se, como uma aliança misteriosa e afetiva de notas de couro, fava tonka e madeira de sândalo.

Com belos ombros quadrados e uma tampa pesada, decididamente masculina, o frasco original, depurado e facetado, ganha uma elegante roupagem em laca mate de cor toupeira, para salientar a intensidade da fragrância. O rótulo destaca a cor de laranja para um toque de sedução alegre.

Nas palavras do próprio Mestre Perfumista Thierry Wasser:

“Guerlain é uma das raras Casas que utilizam esta inimitável tintura de baunilha. Este ingrediente imprescindível é obtido de forma artesanal graças à perícia do laboratório Orphin, cortando em pequenos pedaços as vagens e imergindo-as em álcool até ganharem uma bela cor quente de âmbar. Reproduzindo fielmente a vagem de baunilha original e a sua faceta de licor inebriante, exalta e transcende toda a fragrância, das notas de topo até às notas de fundo.”

Este será um aroma que irá mudar o homem do quotidiano.