#naoeinsulto – sensibilização para a diferença

Porque utilizei a palavra “atrasado” quando devia dizer lento

A nova campanha de sensibilização do Bipp (Instituição Particular de Solidariedade Social, que visa a Plena Inclusão das pessoas com necessidades especiais na sociedade) tem como objectivo acabar mudar este comportamento: alertar para o facto de as expressões como deficiente ou atrasado mental serem utilizadas como insultos a acções humanas censuráveis de uma forma recorrente..

O objetivo é alertar contra os conceitos preestabelecidos na sociedade e revelam uma situação grave que está na base dos comportamentos de exclusão social dos cidadãos com deficiência.

A educação linguística é importante para que as deficiências não continuem a ser citadas servindo de insulto a comportamentos censuráveis, como a parvoíce, a estupidez, a insensibilidade, a cobardia, a irreflexão e tantos outros exemplos para os quais o léxico português tem inúmeros adjetivos mais adequados.

Como podemos ajudar?

1. Escreva numa tira de fita cola o insulto que utilizou ou de que foi alvo

2. Tire uma selfie com a fita na boca

3. Descreva a situação na qual o utilizou e use o adjectivo adequado

4. Partilhe nas suas redes sociais com #bipp e #naoeinsulto e nomeie dois amigos para fazer o mesmo