Lisboa avant-garde

Até ao final do mês, a DS Automobiles convida os lisboetas, turistas e demais visitantes a conhecer a Exposição «Lisboa AvantGarde by DS Automobiles», que estará patente na Galeria do Diário de Notícias, no edifício sito na Avenida da Liberdade, uma das principais artérias da capital.

Patente ao público entre as 10h30 e as 19h30 de 2ª a 6ª Feira, esta será uma forma distinta de se ficar a conhecer a nova marca DS Automobiles, levando os visitantes numa viagem muito interessante no tempo e na evolução do automóvel, para se perceber como se fez o caminho que deu origem ao nascimento da nova marca DS Automobiles.

Dois dos atractivos da mostra são o novo DS 5 e um ícone do mundo automóvel topo de gama, um exemplar original do DS 23, um dos modelos mais potentes da DS, que em Portugal ficou conhecido como «Boca de Sapo». A exposição levará, assim, os visitantes a perceber porque nasceu a DS Automobiles, a nova marca do Grupo PSA.

Associadas aos dois automóveis expostos estão 14 fotografias originais e muito surpreendentes da cidade de Lisboa, que casam lugares emblemáticos e soluções arquitectónicas marcantes da cidade com o estilo e as linhas avant-garde de dois carros franceses muito especiais. O conjunto de fotografias resulta de um olhar artístico desenvolvido em Portugal. Foram escolhidas imagens dos dois automóveis, o DS 5 e o DS Original, ou dos seus pormenores, que enquadram fundos, também eles, muito especiais de edifícios lisboetas e até da emblemática calçada portuguesa.

O resultado é uma associação de elementos avant-garde tipicamente DS e da capital portuguesa.

Distantes no seu tempo, os dois automóveis em exposição estão também muito próximos em termos de conceito vanguardista, na interpretação do requinte e na integração das tecnologias mais inovadoras. Haverá, também, lugar à projecção de filmes e mostra de livros e miniaturas que permitem uma curiosa viagem pela evolução do mundo automóvel e em particular da indústria do requinte francês.

A exposição está patente até ao dia 31 de Julho, na Galeria do Diário de Notícias, espaço com uma área de 200 m2, enriquecido pelos belos frescos de Almada Negreiros.